Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 13 de maio de 2011

O MUNDO ADQUIRE A FORMA DO MEU PENSAR

Antigamente, correntes filosóficas e religiões postulavam a influência das idéias sobre as emoções. Acreditava-se que os homens não eram perturbados pelas coisas, mas sim pela visão que tinham das mesmas, e que as idéias não só podiam controlar os sentimentos mais intensos de uma pessoa, como também eram capazes de modificá-los. (Beck e cols, 1982).
O médico Deepak Chopra, escritor e professor de Ayurveda, que é uma medicina complexa e completa, a qual, utiliza diversas ferramentas terapêuticas para equilibrar o que está em desarmonia na vida, diz que se compreendermos a nossa verdadeira natureza, e soubermos viver em harmonia com as leis naturais, a sensação de bem-estar, de entusiasmo pela vida e a abundância material surgirão facilmente. Segundo ele, as nossas celulas estão constantemente bislhotando os nossos pensamentos para materializá-lo.
Então há uma interação no nosso corpo, as celulas tem uma inteligencia, ela estão captando, guardando na memória para não se repertir. Isso fica registrado na musculatura,  por isso, é importante o trabalho de relaxamento, porque aquilo que não se joga prá fora, que não se exprime, termina se imprimido no corpo.
Você quer saber como está seu corpo hoje, lembre-se o que pensou ontem, se quer saber como está seu corpo amanhã, lembre-se o que você está vivendo hoje.
A terapia cognitiva foi elaborada por Aaron Beck e seus colaboradores, ao longo dos anos de 1963 a 1979, visando ensinar o paciente a reconhecer as cognições negativas e as conexões entre cognição, afeto e comportamento. Examinar as evidências contra e a favor de pensamentos que são automaticamente distorcidos, imaturos e a substituir estas cognições por interpretações mais orientadas para a realidade.
Na medida em que vão diminuindo as distorções, o paciente vai buscar soluções mais adaptadas, de acordo com suas limitações e capacidades reais.  É a forma como o indivíduo vê a si mesmo, o mundo e o seu futuro
Dados atuais sugerem que os transtornos depressivos acrescidos dos ansiosos acometem, ao longo da vida, 20 a 30% da população (ITO, 1998).
Na depressão, pela visão essencialmente negativa, geram-se os sentimentos de desvalia, auto-acusação ou derrota. O indivíduo passa a se sentir e comportar conforme essas percepções distorcidas. O modo como o ser humano pensa, de como distorce suas idéias, sem dúvida é fundamental para ele ver com adequação a realidade.
Aproximadamente há 2500 anos, um grande profeta inspirado por Deus, escreveu: - Tu conservarás em paz aquele cuja mente está firme em Deus; porque ele confia em Ti (Isaías 26:3).
É preciso valorizar a vida que nós estamos tendo.  As pessoas que consideram que é importante ter muito, quando de repente, ao perder tudo, é obrigada a compreender que o mais importante - não é saber o que que eu tenho, mas, quem eu tenho ao meu lado.
O ser humano precisa compreender que ele é o protagonista da sua vida, e deve fazer o que compete a cada um. É preciso fazer a sua parte.
Afinal, a visão da vida tem adquirido que forma? Talvez as respostas estejam guardados em seus pensamentos.